Sejel adere ao Maio Amarelo

A Secretaria de Estado de Juventude Esportes e Lazer (Sejel), que já colabora de diversas maneiras com a educação no trânsito, recebendo nas dependências da Vila Olímpica de Manaus diversas corridas de motocicletas, de carros e também os treinamentos práticos de autoescola da Polícia Militar, entra no mês de maio literalmente vestida de amarelo, em reconhecimento e adesão à campanha internacional Maio Amarelo.

“É fundamental que toda a sociedade participe dessa campanha, que tenta humanizar o trânsito e diminuir com tantas e tantas tragédias”, enfatiza Caio André Oliveira, titular da Sejel. “Tantos e tantos jovens que poderiam contribuir com o Brasil acabam morrendo ou ficando inválidos. Precisamos reagir”, complementa.

O mês de maio tem sido marcado por ações que fazem a sociedade refletir sobre a segurança viária e redução de acidentes de trânsito. Trata-se do movimento internacional Maio Amarelo, que utiliza essa cor para simbolizar a atenção pela vida. A iniciativa precisa do comprometimento de toda a sociedade, pois cada um tem o poder de melhorar o tráfego urbano.

“Somente com o envolvimento da sociedade e com a mudança de comportamento do cidadão é que nós conseguiremos promover essa conscientização de que o trânsito é de todos. Se nós não nos respeitarmos, não humanizarmos o nosso trânsito, infelizmente, vamos continuar chorando por nossas vitimas em todo o país, inclusive no Amazonas”, destaca Caio André.

Sobre o Maio Amarelo – O Movimento Maio Amarelo nasceu para chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo do movimento é motivar tanto a sociedade como o poder público para desenvolverem ações coordenadas em busca de mais segurança no trânsito.

Outros movimentos também enfatizam cores para melhorarem o engajamento das pessoas. É o caso do “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata. O “Maio Amarelo” estimula atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão no trânsito e os cuidados que os transeuntes precisam ter, cotidianamente.

FOTOS: Mauro Neto/ Sejel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X